Dogma

Carta de Princípios do Colégio de Magia Divina.

Ditado pelo Mestre Seiman Hamiser Yê – Senhor Ogum Megê Sete Espadas.

Então que seja DOGMA, escrito em todo este regulamento. “Nenhum irmão de egrégora tem o direito de levantar suspeita, calúnia,vilipêndio contra outro irmão de egrégora, porque se assim fizer que seja expulso e que o nome dele seja colocado na mandala punitiva,porque o que destrói muitos dos grandes esforços humanos empreendidos em todos os cantos deste mundo bendito é a calúnia, o vilipêndio , a língua ferina daquele que não tem coragem de dizer à frente, e dizer o que pensa ou o que o seu interior sombrio gera no seu íntimo. Então diz por trás,diz às costas. Se tem algo a dizer, diga a frente, senão tem o que dizer, cale-se. Então mais uma vez Seiman Hamiser Yê repete: É DOGMA. Um irmão é proibido de falar qualquer palavra que denigra, que calunie, que difame seu irmão. Se algo passa à mente ou no coração tem todo o direito de chegar na frente do irmão e dizer: peço-lhe licença para fazer este questionamento, esclareça-me por favor. E diz o que se passa. E que o irmão esclareça e após o esclarecimento, se satisfeito, ali se encerra, se não satisfeito que leve ao conhecimento do vosso regente, mas que não permitam o que se passa hoje dentro da Umbanda e que infelizmente não tem como consertar mais, que é de irmão demandando contra irmão por causa das línguas ferinas. O Astral assiste a tudo em silêncio porque não tem como exteriorizar o que sente,mas se o que passa na Umbanda e em grande parte também, porque não dizer já que tem representantes deles cá, em que a língua malévola, a língua ferina ,a língua caluniosa ofende a honra alheia sem prestar conta e isto separa irmão de um mesmo caminho, seja de Umbanda,seja de Cambomblé, seja de Católico, seja de Evangélicos, não importa. A falta de respeito para com o semelhente é o que tem atrapalhado muitas boas iniciativas. Então que todo aquele que se filiar a esta escola que visa semear conhecimento, semear evolução, evolua a partir disso, começando a pensar no semelhante como um irmão perante o criador,um irmão perante DEUS e não um adversário nesta terra, nesta carne. Que não permitam nenhum de vocês que o vilipêndio, a calúnia e a difamação faça morada dentro de vosso colegiado e vossos corações. Não deixe causar a discórdia, a dissensão,a inimizade entre irmãos servindo-se unicamente de um pequeno órgão físico , a língua, mas que tem um grande poder de separação. Isto é dogma: irmão que se diz irmão não desrespeita outro irmão de egrégora, não trai, não calunia, não vilipendia porque senão não é irmão. Se não gosta como uma coisa natural, então trabalha a si, porque com certeza o problema está em si e não naquele que não é amado. REPITO:Trabalhe em si, porque o problema está consigo e não com aquele que é irmão e ele não consegue amar. ISTO É DOGMA.”

Mestre Seiman Hamiser Yê